Capítulo 1: (1-4): Paulo foi servo e apóstolo do Senhor. A sua tarefa foi ensinar a fé, a verdade e a piedade aos escolhidos. A eternidade foi uma promessa de Deus, que Paulo recebeu o mandamento para anunciar. A saudação da graça e paz do Senhor para Tito, que foi filho espiritual de Paulo da mesma fé. (5-9): Tito foi deixado em Creta. O objetivo foi organizar a igreja e levantar presbíteros. As exigências para os líderes são: ser irrepreensível, casado uma vez, filhos que serve a Deus e não infiéis. Como administrador de Deus não seja arrogante, não iracundo, nem beberrão, não violento e nem ganancioso. Seja hospitaleiro, amigo do bem, sensato, justo, santo e com domínio próprio. Conhecedor da palavra para ensinar e encorajar na sã doutrina e resistir o que são contrários. (10-16): Existem falsos mestres que fazem tudo por dinheiro. O grupo da circuncisão ensina fábulas judaicas e preceitos humanos. Os defeitos dos cretenses são: mentirosos, bestas ruins e glutões preguiçosos. É necessário corrigi-los para se tornarem sãos na fé. Não tem entendimento e a consciência é impura. Em consequência, as suas obras são detestáveis e não qualificadas para boa obra.

Capítulo 2: (1-10): Orientação à igreja no procedimento. Os anciões sejam exemplo de conduta. As anciãs são exemplos para as mais novas. De como ensiná-las a serem mulheres santas em todo o seu modo de viver, para não trazer escândalos à palavra de Deus. Os jovens equilibrados. Tito tenha a sua vida como exemplo, faça boas obras, com sinceridade e integridade. Sua linguagem edificadora (sã) e irrepreensível para que o inimigo não levante condenação. Aos escravos sejam obedientes em tudo aos donos. Logo, o seu procedimento honesto gerará confiança, que será atraente para a doutrina da salvação. (11-15): A salvação foi manifestada para todos. Então, vivam puros e não segundo as paixões do mundo. Na expectativa da manifestação de Cristo, que remiu para adquirir um povo especial e que fazem boas obras. Tito tem autoridade para exortação e ninguém despreze.

Capítulo 3: (1-7): O crente respeite autoridade e pronto para fazer o bem. Não difama, é pacífico, e amável e manso. Porquanto vivíamos, como: insensatos, desobedientes, enganados, em paixões carnais, deleites, na malícia, inveja, no ódio e sendo odiados. O amor e a bondade foram revelados por Deus. Não por obras de justiça que fizemos, mas pelo lavar regenerador do Espírito. Porquanto derramou a graça para nos salvar e ter a esperança da eternidade (8-11): A palavra é fiel e nos chama aplicar as boas obras, pois é proveitosa para todos. Não entre em contendas e debates de assuntos que são inúteis; mais do que duas vezes com o herege, porque se encontra condenado. (12-15): Tito retorne a Paulo no tempo de Inverno. Cuidar de Zenas e Apolo em suas necessidades. Todos façam boas obras e não fiquem infrutíferos. Saudação dos companheiros de Paulo. E a benção da graça e paz.

Pr. Roberto Soares

Compartilhe