Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome (Mateus 6:9).


Deus é o nosso pai que estás nos céus. O Pai que nos gerou a sua imagem e semelhança. O Pai que nos deu autoridade para cuidar deste mundo. O Pai que se entristece com a desobediência dos seus filhos. O Pai que ofereceu o seu amor eterno ao mundo que se encontra separado dele. O Pai que chama os seus filhos a conhecerem verdadeiramente e não somente de ouvir falar. O Pai que não quer ficar longe e sim bem perto. O Pai que corrige todo aquele que ama. O Pai que compadece daquele que o teme. O Pai que não deseja que nenhum se perca e todos sejam salvos. O Pai que não faz acepção de ninguém. O Pai que almeja que sejamos filhos amados para fazer igual a Ele. O Pai que nos chama para andar com Ele. O Pai que nos ensina em todos os momentos. O Pai que nos consola em todos os instantes difíceis. O Pai que é paciente para sempre receber o filho teimoso. O Pai que espera e sempre acredita na vida do seu filho. O Pai que nos protege. O Pai que fica triste quando decidimos deixá-lo. O Pai que se alegra com arrependimento. O Pai que deseja tomar o seu filho no seu colo. O Pai que disse: o meu filho estava morto, mas agora está vivo e estava perdido e foi encontrado.

Pastor Roberto Soares

Compartilhe